segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Dieta para regular o intestino


Quem já não reclamou ou ouviu alguém reclamar de problemas no intestino? Solto ou preso demais, cada um tem uma queixa. Independente de qual for o perfil do seu intestino (preso, solto ou amigo de todas as horas), é necessário entender o porquê de ele funcionar de tal jeito.

Os distúrbios do intestino podem causa genética. Algumas pessoas são assim desde que nascem e, por isso, precisam, ao longo da vida, de uma supervisão médica para sanar tais problemas. “O intestino apresenta uma constituição muscular que pode ser resultado de movimentos vagarosos ou uma contração inapropriada, o que pode provocar falha para mover as fezes até o reto”, explica Daniela Hueb, nutróloga.

Para os que têm um histórico de intestino todo desregular, atenção: consulte um especialista para entender o porquê de tudo isso. Talvez você esteja sofrendo de estresse, ansiedade ou outra doença de cunho mais grave. “O intestino desregulado pode ter como causa a obstrução mecânica, como tumores e diverticulite avançada, uma desordem que pode distorcer e estreitar os intestinos. Além disso, gravidez, fissura anal e hemorróidas, medicamentos, hipotireoidismo, uso abusivo de laxativos, viagens e situações de estresse podem causar ou agravar os problemas intestinais”, alerta Daniela Hueb.

Ainda segundo a especialista, o ideal é que nosso intestino funcione de uma a duas vezes por dia. E sabe qual é o ponto de partida para conseguir fazer tudo funcionar direitinho? É a alimentação. Muita gente ainda não se deu conta de que uma dieta equilibrada e elaborada conforme as necessidades e deficiências da pessoa pode ajudar, e muito, na hora de “consertar” um intestino desregulado.

Mocinhos x vilões
“Cereais integrais (arroz integral, aveia, farelos de trigo integral, etc.), folhas verdes (alface, agrião, couve, etc.) e frutas frescas (mamão, melão, laranja, uva-passa, etc.) são os alimentos campeões para um intestino regulado. Esses alimentos devem estar em pelo menos uma das refeições diárias da pessoa”, afirma Daniela Hueb.

E aí, anotou a dica?

“As fibras são sempre lembradas quando o assunto é intestino porque elas ajudam a aumentar o bolo fecal e a velocidade de evacuação. Mas isso desde que consumidas freqüente e diariamente”, alerta Daniela, que completa: “Legumes e saladas em geral também são ótimos para soltar o intestino por serem ricos nos dois tipos de fibras”.

Sobre os vilões do intestino, “estão os alimentos de baixo valor nutricional e demasiadamente processados, como doces, pães brancos, massas brancas, salgados e lanches, entre outros”, diz a especialista.

Na realidade, os doces, de uma forma geral, podem ser abolidos do cardápio. “Eles são altamente prejudiciais por serem compostos de muita química industrial e por serem pobres em fibras”, completa a nutróloga.

Atenção redobrada para o leite e para a carne: “O leite pode soltar muito o intestino se a pessoa for alérgica ou até prender, dependendo da quantidade ingerida, se a pessoa apresentar intolerância à lactose. Quanto às carnes, elas podem prendê-lo e deixá-lo mais lento”, afirma Daniela.

Beba mais água
Mais uma vez, os líquidos, sobretudo a água, também são bem lembrados nessas horas. “Beber líquidos é muito importante para manter um funcionamento do intestino adequado. Resumindo, existem dois tipos de fibras: as solúveis e as insolúveis. As solúveis, como o nome já diz, são solúveis em água e, quando em contato com a água, vira um gel que ajuda o trânsito intestinal. Essas fibras são encontradas geralmente nas frutas”, ensina Daniela Hueb.

Já as fibras insolúveis, são encontradas geralmente nas folhas verdes e nos cereais. “E, como não são digeridas pelo organismo, ele tenta eliminá-las a qualquer custo e para isso põe o intestino para funcionar”, explica.

Neste quesito o refrigerante pode estar incluído por ser líquido. Porém, cuidado. “As versões light/diet/0%, apenas não contêm calorias, o que não significa que são saudáveis”, conclui Daniela. Por isso, prefira água ou sucos naturais sem açúcar.

Cardápio eficiente para o intestino funcionar direitinho
Café da manhã:
- 150ml de leite desnatado batido com 2 colheres (sopa) de uva-passa e 2 morangos;
- 1 fatia de pão integral com geléia de fruta sem açúcar.

Almoço:
- Salada de folhas verdes com três colheres (sopa) de trigo cozido;
- 1 filé pequeno de peito de frango grelhado com 1 cebola média assada;
- 2 colheres (sopa) de arroz integral cozido;
- 1 maçã média de sobremesa.

Jantar:
- 1 prato fundo de sopa cremosa de legumes (pimentão, inhame, espinafre e abóbora);
- 1 copo de suco de fruta à gosto.

OBS: Nos lanches da manhã, da tarde e na ceia, pode-se comer uma fruta à gosto. De qualquer maneira, procure praticar atividades físicas no mínimo três vezes por semana e respeite o tempo do relógio do seu intestino, não o forçando demais. Procure orientação médica.

3 comentários:

michelle disse...

O Manjericão também é um otimo regulador intestinal...

Karina disse...

Nossa vou seguir as dicas pois já não sei mais o que fazer fico mas de 7 dias sem ir ao banheiro vivo na base do 46

Ana Paula disse...

adorei, vou colocar em pratica desde já!!!